Filiada ao PR, secretária decide sair do Governo

terça-feira, 1 de abril de 2014 Pôla Pinto


A secretária Estadual de Trabalho, Habitação e Ação Social (Sethas), Shirley Targino (PR), decidiu entregar o cargo. O afastamento é motivado pela conjuntura partidária, uma vez que o Partido da República terá o presidente estadual, deputado federal João Maia, compondo a chapa majoritária ao governo como pré-candidado a vice-governador em uma aliança com o PMDB.   A formalização da pré-candidatura de João Maia ocorre neste sábado, 5, no Espaço América.

Adriano AbreuShirley Targino resolveu entregar o cargo que ocupa atualmente no Governo do EstadoShirley Targino resolveu entregar o cargo que ocupa atualmente no Governo do Estado

João Maia confirmou  a decisão da filiada e presidente do PR Mulher no Estado, Shirley Targino. Não houve, segundo ele, orientação do partido neste sentido. A secretária — que também é ex-prefeita de Messias Targino — comunicou ao PR que entregaria o pedido de   afastamento ontem (31).  A carta com pedido de exoneração do cargo à governadora Rosalba Ciarlini, entretanto, será entregue nesta terça-feira (1º) - de acordo com informações da assessoria de imprensa.

“O que ela apresentou ao PR é que acompanharia o posicionamento do partido nestas eleições e não estava mais confortável em permanecer como auxiliar do governo, onde ficou após a saída do partido à convite da governadora”, disse. A decisão já vinha sendo discutida com Rosalba Ciarlini e, com a pré-candidatura de Maia ao governo, reforçou a decisão, disse o deputado.

Esta é a quarta baixa sofrida no secretariado de Rosalba este ano por causa das eleições. Além de Shirley, Leonardo Rego, ex-Recursos Hídricos, Aldair da Rocha, ex-secretário de segurança, e Rogério Marinho, ex-desenvolvimento econômico, pediram afastamento das atividades do executivo para concorrer ao pleito.

No caso da secretária, a exoneração não visa a disputa eleitoral. O deputado federal João Maia assegura que Targino não teria pretensão de se lançar candidata, “embora o partido reconheça a importância e contribuição da atuação, ela (Shirley) acredita não ser a hora de se lançar deputada”, disse.

Em novembro do ano passado, os filiados da legenda decidiram pela saída da base governista alegando o “isolamento” do governo e centralização da gestão. Shirley Targino foi a única representante do PR que permaneceu no governo após o afastamento político do partido das ações do governo estadual, por ser da cota pessoal da governadora.

Ela assumiu, no final de agosto de 2013, a vaga deixada pelo ex-secretário Luís Eduardo Carneiro, indicado do ministro Garibaldi Alves, após o rompimento do PMDB com o governo Rosalba. Shirley Targino foi prefeita por dois mandatos do município de Messias Targino e, antes de assumir a pasta, era lotada no Gabinete Civil.

A assessoria de imprensa do governo ainda não tinha confirmação sobre o pedido de exoneração da secretária de trabalho e ação social, até o fechamento desta edição. Tampouco sobre possíveis nomes para ocupar a vaga. A informação, segundo o secretário de comunicação do Estado, Paulo Araújo, é que Shirley Targino estava toda a tarde de ontem, em Mossoró, cumprindo agenda com a governadora Rosalba Ciarlini.
Fonte: Jornal Tribuna do Norte


Deixe seu comentário

Tecnologia do Blogger.
Design desenvolvido por Railton Rocha | 84 9667-0229.