segunda-feira, 24 de outubro de 2011 Pôla Pinto

Ao lado de Dilma, Lula participa de inauguração da Ponte Rio Negro

A presidenta Dilma Rousseff e o governador do Amazonas Omar Aziz (PSD) inauguraram nesta segunda-feira (24) a Ponte Rio Negro, que liga Manaus ao município de Iranduba, distante 27 quilômetros da capital do Amazonas. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o senador Eduardo Braga (PMDB), ex-governador do estado, participaram da cerimônia.

A obra é considerada a maior ponte estaiada do Brasil em águas fluviais, com trechos de 400 metros com cabos suspensos, e a segunda maior do mundo, com 3.595 metros de extensão.

Durante a cerimônia, a presidenta anunciou que pedirá ao Congresso a prorrogação da Zona Franca de Manaus por mais 50 anos, além de estendê-la para a região metropolitana da capital amazonense.

Já o ex-presidente elogiou Dilma e disse que ela fará um governo ainda melhor que o dele. “Eu tenho a plena convicção que, ao terminar o primeiro mandato dela – da mesma forma como quando terminou o meu, vocês descobriram que valia a pena votar em um metalúrgico – eu tenho certeza de que vocês vão descobrir muito mais, que a mulher que durante tanto tempo foi tratada como se fosse um objeto de segunda categoria, na hora em que decide entrar na política, prova que tem mais competência do que muitos homens que governaram este país.”

Integração
Com investimento de R$ 1,099 bilhão – R$ 586 milhões do BNDES e R$ 513 milhões do governo estadual –, a Ponte Rio Negro vai permitir maior integração entre 30 municípios da região metropolitana de Manaus, garante o governo estadual. Além da ponte, o investimento contempla obras complementares como a construção de 7,4 quilômetros de acessos viários do lado de Manaus e Iranduba, a implantação do sistema de proteção dos pilares contra choque de embarcações, o sistema de sinalização náutica e o sistema de iluminação da ponte e dos acessos.

O objetivo é que a nova obra gere uma série de melhorias para a região, como a facilitação do escoamento de produção e transporte de pessoas, e o desenvolvimento socioeconômico para o interior. Além disso, está prevista a instalação de 5,5 quilômetros de cabos de fibra ótica, o que viabilizará o acesso à internet banda larga pela população do outro lado do Rio Negro.


Deixe seu comentário

Tecnologia do Blogger.
Design desenvolvido por Railton Rocha | 84 9667-0229.